Abrir uma empresa é uma das tarefas mais desafiadoras que alguém pode se envolver. Há uma porção de coisas que ninguém te conta antes de você embarcar nessa jornada, mas estamos aqui para ajudar.

Selecionamos as principais considerações que alguém deve fazer antes de abrir uma empresa e criamos este guia para orientá-lo na tarefa. Vamos lá?

1. O poder do planejamento para abrir uma empresa

Para que a sua empresa seja bem-sucedida, será necessário dedicar tempo para o planejamento. Um dos primeiros passos para começar com o pé direito ao abrir uma empresa é criar um plano de negócios. Os planos de negócios são documentos que testam a viabilidade da empresa, avaliam a captação de recursos necessários para ela começar a operar e informam, detalhadamente, em que áreas ela atuará.

Outros tipos de planejamentos relevantes ao abrir uma empresa são os Planos de Marketing, que descrevem estratégias de promoção para que a sua empresa se torne reconhecida e ganhe espaço no mercado, e os Planejamentos Financeiros, que descrevem táticas de gestão para obter lucros e operar sempre no verde.

Sem planejamento, uma empresa tem tudo para falhar. Antecipar ações e descrever como lidar com elas vai fazer com que você tenha sempre orientações predefinidas para lidar com todos os desafios.

2. A importância da pesquisa de público-alvo

Nenhuma empresa funciona sem consumidores. Portanto, antes mesmo de abrir uma empresa, descobrir quem será o público-alvo do seu empreendimento é fundamental. Para fazer esse tipo de avaliação, devemos entender com quem o negócio compete e quantas pessoas estão dispostas a comprar aquilo que ele vende.

Quem trabalha na área de serviços já tem alguma noção da procura deles. No entanto, quem pretende empreender com produtos e nunca ingressou em um mercado específico precisa dedicar mais tempo à pesquisa, para ter mais chances de sucesso. Conhecer bem o seu público-alvo fará com que você consiga desenhar experiências de consumo e atendimento melhores, oferecer produtos e serviços ricos em diferenciais e se destacar em relação à competição.

3. O valor em criar uma estratégia

Todas as empresas precisam de uma estratégia, porém é difícil encontrar materiais que ensinem a criar uma. Para que ela funcione, é preciso considerar algumas coisas. Primeiro, que a execução sempre surge de um processo ordenado. Ou seja, devemos entender que sem um conjunto lógico de ações que se conectem dentro dos processos da organização, é difícil fazer qualquer plano funcionar.

Em segundo lugar, precisamos sempre considerar as pessoas. Quando o planejamento estratégico deixa de considerar a importância dos recursos humanos para que as operações funcionem, ele está fadado ao fracasso. São os membros de uma organização que a levam ao sucesso e que contribuem para que os planos saiam do papel. Quer um passo a passo para fazer isso da forma mais apropriada? Acompanhe os pontos a seguir:

  1. Defina prioridades: gestores nunca podem querer alcançar mais do que conseguem administrar. Por isso, precisam aprender a definir possibilidades reais para o contexto de suas empresas. Prometer muito e entregar pouco fará com que o seu negócio seja malsucedido.

  2. Colete dados: todas as empresas tendem a melhorar quando têm acesso a métricas que traduzem bem como elas operam. Sem essas medições, fica difícil entender o que vai bem ou mal dentro do negócio. Além disso, será impossível fazer as otimizações necessárias para ele escalar.

  3. Crie rotinas: as empresas que dão certo sempre se organizam em torno de rotinas. São elas que impedem você de se distrair daquelas metas que citamos no primeiro passo.

As estratégias empresariais são reunidas em um Plano Estratégico. Essas informações podem — e devem — ser compartilhadas com os colaboradores para motivá-los.

4. A necessidade de entender o mercado

Benchmarking é a palavra mais utilizada dentro das organizações para descrever as análises de mercado. Trata-se de conhecer bem os concorrentes e até mesmo consumir seus produtos e serviços para entender o que eles fazem de certo e errado.

A matriz SWOT (que avalia Forças, Fraquezas, Oportunidades e Riscos) é uma ferramenta de benchmarking que ajuda você a compreender melhor como os competidores operam. Aplicada posteriormente ao seu próprio negócio, ela mostrará o que deve ser feito de forma diferente para que uma empresa consiga ser líder de mercado.

5. A quantidade necessária para abrir uma empresa

Lembra quando mencionamos a importância do Plano de Negócios e o que o compõe? Discutimos sobre a necessidade de estimar o investimento antes de começar um negócio. Precisar quanto será gasto é útil não apenas para entender se você pode arcar com a fundação de uma empresa nesse momento, mas também para compreender como fazer isso.

Muitas vezes as pessoas querem empreender sozinhas, mas não têm capital para isso. Nesses momentos, contar com um bom relacionamento com o banco ou um grupo de investidores pode ajudar a tirar as ideias do papel. As sociedades representam outra forma de conseguir o capital inicial para que seu negócio decole. Ter uma ideia de quanto sua empresa tem para gastar com equipamentos, locações, pessoal e operações é essencial para que ela comece a existir.

6. A ajuda que a tecnologia pode oferecer ao abrir uma empresa

Hoje, muito do trabalho que executamos pode ser facilitado pela tecnologia. Em vez de contratar um departamento de marketing enorme, você pode adquirir soluções automatizadas e reduzir o pessoal. Isso vai ajudá-lo a obter um custo-benefício melhor, principalmente nas primeiras etapas da sua empresa.

Outras áreas que podem ser avançadas com o uso da tecnologia correta são o time de vendas, a equipe de relacionamento e, é claro, a TI. Pensar em como as soluções tecnológicas disponíveis na atualidade podem poupar recursos e ajudá-lo a escalar seu negócio é uma maneira de garantir a continuidade dele.

7. O fato de que é necessário acompanhar tendências

Por último, não podemos nos esquecer de acompanhar as tendências de mercado. Uma empresa fundada agora, em uma era na qual temos tanto acesso à informação, não pode se dar ao luxo de ser pega de surpresa. Confira periodicamente publicações na sua área e antecipe sempre as mudanças que estão por vir.

Abrir uma empresa pode ser a melhor experiência da sua vida. Os pontos que levantamos aqui serão de grande ajuda para que você supere os desafios iniciais e empreenda munido das informações que importam.

Ainda tem dúvidas sobre o que é preciso para abrir uma empresa? Então compartilhe-as conosco nos comentários deste post. Poderemos respondê-las em nossos próximos conteúdos!

Avaliação
  • Artigo
5
Resumo do Artigo
7 coisas que você deve saber antes de abrir uma empresa
Título do Artigo
7 coisas que você deve saber antes de abrir uma empresa
Descrição
Abrir uma empresa é uma das tarefas mais desafiadoras que alguém pode se envolver. Há uma porção de coisas que ninguém te conta antes de você embarcar nessa jornada, mas estamos aqui para lhe ajudar.
Autor
Empresa
Fit Mobile
Logo Empresa