Você já parou para pensar na possibilidade de usar a tecnologia para melhorar a interação entre a empresa e o cliente? Uma boa forma de fazer isso é por meio de um aplicativo de compra e venda.

Não só isso: um software ainda ajuda a diminuir os custos, explorar novas estratégias de venda e ampliar os pedidos do seu produto. Quer saber quais são coisas que não podem faltar em um app? Então, é só nos acompanhar nesta leitura!

Facilidade de acesso

Aplicativos pouco intuitivos dificilmente fazem sucesso entre os usuários. Isso porque um software com interface simples é mais acessível, prático e conta com informações mais compreensíveis.

Sabe quando você faz o download de um aplicativo e sequer sabe por onde começar a utilizá-lo? Então, é isso que queremos evitar. O ideal é investir em um design que convença o público, já que os usuários decidem se o programa vale a pena nos primeiros três a sete dias.

Como tornar o acesso mais simples? Uma das formas é criando tutoriais introdutórios com conteúdos curtos e objetivos. Aqui, você pode usar modelos simples de passo a passo para guiar o usuário ou optar por tutoriais interativos.

Os auxílios visuais também são importantes. A maior parte das pessoas é mais facilmente influenciada por meio de imagens do que por texto. No entanto, não exagere — do contrário, o app pode ficar visualmente poluído.

Comunicação descomplicada

O modelo de vendas mais antigo dava prioridade para as ligações, certo? Afinal, é por meio delas que a comunicação era mais ágil. No entanto, as coisas estão um pouquinho diferentes e agora é possível se comunicar com o público de formas ainda mais rápidas.

Onde o aplicativo entra nessa história? A resposta está no chat online. Por meio dele, você abre um novo canal de atendimento e proporciona um leque de possibilidades de contato com os clientes.

Essa forma de comunicação ainda desperta confiança de mais de 40% dos clientes — não facilita apenas a vida dos consumidores, mas também a sua. Afinal, você passa a reduzir custos e armazenar o histórico das conversas com mais facilidade.

Nesse caso, também se torna possível o atendimento simultâneo, mas o que isso significa? Na prática, dependendo de como o software for organizado, a sua equipe consegue interagir com vários clientes diferentes ao mesmo tempo.

Possibilidades de integrações

A princípio, a possibilidade de integrações pode não parecer uma coisa importante. No entanto, as coisas são um pouco diferentes na hora de construir um aplicativo de compra e venda.

Isso porque você pode integrar muitas ferramentas, como gateway de pagamento, câmera, lista de contatos, localização, login com redes sociais e por aí vai. Como isso é feito? A resposta está nos APIs. Ou seja, nas interfaces de programação para aplicações.

De forma geral, as APIs ajudam a resolver problemas de compatibilidade dos apps e promove interações entre as aplicações. Você já deve ter visto algumas em funcionamento, como Google Maps, Facebook, Instagram e YouTube.

Assim, seu aplicativo não vai depender apenas dele mesmo para resolver os problemas dos clientes, podendo lançar mão de uma série de ferramentas prontas para contribuir e tornar a experiência do usuário ainda melhor.

Funcionalidades básicas

Os aplicativos de venda costumam contar com várias funcionalidades em comum. Isso porque as necessidades de quem compra tendem a se repetir entre os softwares, assim como a forma de solucioná-las.

As ferramentas de busca, por exemplo, são comuns e ajudam a procurar sem dificuldade os produtos e serviços organizados na interface por fotos, descrições e categorias — disponibilizando uma vitrine online.

Aqui, é preciso ficar de olho na qualidade do mecanismo de pesquisa. Isso porque boa parte das aplicações só está preparada para fazer buscas por trechos de texto, sem levar em conta erros de digitação, buscas temáticas, sinônimos, termos subjetivos e por aí vai.

Outra funcionalidade básica é o filtro de busca. A ideia é coordenar a exibição dos resultados de busca exibindo exatamente o que o usuário procura. Nesse caso, o tempo de pesquisa diminui e o usuário descobre novas áreas do app.

Funcionalidades adicionais

Se as funcionalidades básicas são as mais comuns em aplicativos de compra e venda, as adicionais são as que representam os diferenciais. Você pode, por exemplo, adicionar categorias de promoções.

Isso não só cria mais um canal para o marketing de ofertas, como ajuda a reduzir custos com publicidade e distribuição. Se a estratégia for bem elaborada, sua equipe passa a atrair compradores que procuram descontos e realizar vendas mais eficientes.

Para que as categorias sejam bem integradas ao aplicativo, você vai precisar levar algumas coisas em consideração. Aqui, entram métricas como volume, margem e exposição da promoção por um tempo específico.

Assim como as outras ideias citadas no texto, as funcionalidades adicionais também aumentam a satisfação do usuário. No caso das categorias de promoções, isso é representado pela economia quando as promoções são apresentadas.

Análise estatística

A análise estatística é importantíssima no estudo e na criação de boas estratégias de vendas. Você pode começar estudando o volume de visitas e as interações do público com seus produtos.

O ideal é traçar o caminho do cliente até a conversão. Em alguns aplicativos, é possível criar relatórios com informações sobre as visitas e seu tempo médio. Como esses dados em mãos, se torna possível entender melhor quais ideias funcionam e quais devem ser deixadas de lado.

Se a equipe de marketing da sua empresa precisar otimizar a persona ou o público-alvo, essas informações são importantíssimas. Afinal, se torna possível avaliar de perto como o comportamento do seu consumidor funciona.

Aplicativo de compra e venda

Como você viu, existem vários detalhes que você precisa atentar para criar um aplicativo de compra e venda. Os resultados do podem ser recompensadores, aumentando as oportunidades de venda, melhorando o engajamento e contribuindo na comunicação.

Não se esqueça de pesquisar bem antes de escolher uma empresa de desenvolvimento de aplicativos. Procure se informar sobre os desenvolvedores e ficar de olho nos preços do mercado.

E você? Que tal começar seu aplicativo em parceria com quem tem capacitação e experiência no assunto? Então, entre em contato com a gente!

Avaliação
  • Artigo
5
Resumo do Artigo
Aplicativo de compra e venda: O que não pode faltar?
Título do Artigo
Aplicativo de compra e venda: O que não pode faltar?
Descrição
Você já pensou em usar a tecnologia para melhorar a interação entre a empresa e o cliente? Uma boa forma de fazer isso é com aplicativo de compra e venda.
Autor
Empresa
FIT Mobile
Logo Empresa