Aplicativos nativos são aqueles apps programados utilizando uma linguagem específica. Essa linguagem pode ser o Objective C, no iOS, ou o Java no Android. Esses apps oferecem uma performance elevada e têm como maior diferencial a capacidade de utilizar funções nativas do telefone, como a câmera dele ou os contatos salvos em sua agenda.

Aprenda a diferenciá-los dos outros tipos de aplicativos disponíveis no mercado e entenda qual é o melhor para a sua empresa!

Quais as diferenças entre aplicativos nativos e os demais?

Um aplicativo nativo não precisa de Internet para funcionar. Como ele é instalado na memória do seu telefone, pode ser acessado mesmo offline. Os mobile apps, por outro lado, são limitados quanto ao uso dessas funcionalidades.

Feitos da mesma forma que os sites na Internet, os mobile apps podem ser adicionados a um celular via link. Eles não têm nada de diferente na maneira responsiva como funcionam, portanto, oferecem funcionalidades limitadas, que podem ser úteis em projetos mais simples.

Os apps híbridos são uma ponte entre esses dois mundos. Programados em linguagens que não são específicas de um tipo de celular ou outro, como o HTML, eles podem ser utilizados em dispositivos iOS e Android. Utilizando uma plataforma (como a Sencha) é possível torná-los compatíveis a ambos sistemas operacionais, mas não para fazê-los acessarem as funcionalidades nativas de um telefone.

Que tipo de aplicativo é melhor para o meu negócio?

Com esses conceitos em mente, qual tipo de aplicativo sua empresa deve escolher? Mostraremos os benefícios de cada tipo de app nos tópicos a seguir e ajudaremos você a tirar essa dúvida.

Aplicativos nativos oferecem os melhores resultados em performance

Não podemos negar: os aplicativos nativos são os que oferecem a melhor performance para o usuário. Cada app é criado e otimizado para uma plataforma específica, seja ela Android ou iOS, e como resultado obtém ganhos de performance que só podem ser obtidos explorando as especificidades de cada sistema.

Apps nativos são rápidos, responsivos e eficientes porque levam em consideração a linguagem de programação do próprio celular. E, como grande parte de seus recursos é baixado junto com o app (ícones e outros elementos da interface), eles são inerentemente mais rápido do que aqueles que precisam acessar essas informações online.

O desenvolvimento de aplicativos híbridos é menos oneroso que a criação de apps nativos

Por outro lado, o custo-benefício do desenvolvimento de aplicativos híbridos é o maior. Esse tipo de software é rápido de se programar e fácil de se adequar em outros sistemas operacionais, o que significa que você não precisará custear duas etapas de desenvolvimento diferentes, uma para Android e outra para iOS.

Falamos em custo-benefício, especificamente, porque os híbridos apresentam uma porção de funcionalidades que os web apps não conseguem entregar. Utilizando bibliotecas e frameworks, híbridos podem ser feitos em pouco tempo e entregam definições superiores às encontradas nos mobile apps.

Mobile apps são mais flexíveis

Quem busca flexibilidade, todavia, pode preferir o desenvolvimento dos web apps. Isso porque esses aplicativos funcionam em modo online e beneficiam-se de ciclos menores, o que significa que podem ser modificados rapidamente. O web app é feito para funcionar no navegador, ou seja, precisa ser compatível apenas com ele. Por causa disso, é mais rápido implementar mudanças e adaptá-lo.

Aplicativos nativos têm uma experiência de usuário melhor

Nada supera a experiência de usuário obtida nos aplicativos nativos, porém. Como eles são desenvolvidos para plataformas em particular, podem utilizar as funções específicas de cada telefone. Pense, por exemplo, no toque responsivo que a Apple oferece para visualizar opções rápidas relacionadas a um aplicativo. Ele só pode ser implementado nos nativos e é uma parte fundamental da experiência do usuário no iOS.

Aplicativos híbridos funcionam melhor em múltiplas plataformas

Quem precisa de funções básicas, mas tem de atender a um grande público distribuído por múltiplos sistemas operacionais, vê mais vantagem no desenvolvimento dos híbridos. Isso acontece porque eles são integrados facilmente a duas plataformas ao mesmo tempo, sem deixar de lado as diferenças entre dispositivos.

Um híbrido sabe exatamente qual o tamanho da sua tela e que configurações funcionam melhor no seu dispositivo, o que significa que seu layout não precisa ser refeito toda vez que ele é portado para outro telefone.

Aplicativos nativos oferecem mais controle para desenvolvedores

Se você se importa mais com o controle e quer permitir que os desenvolvedores utilizem os recursos de cada plataforma para tal, os aplicativos nativos são a melhor opção. Eles oferecem mais liberdade para quem programa seu app porque têm uma documentação específica, que prioriza como cada sistema operacional é construído. Para desenvolvimentos mais complexos, o fato de que apps nativos permitem um controle maior do aparelho é um ponto fundamental do sucesso dessa opção.

Aplicativos mobile podem ser atualizados com rapidez

Se os aplicativos mobile são aqueles que oferecem menos opções em relação aos demais, quanto ao uso das funcionalidades do telefone, eles são os mais fáceis de implementar. Por causa disso, é mais rápido fazer atualizações que modificam consideravelmente a estrutura e as funções desse tipo de app.

Atualizar um aplicativo com frequência é um ato imprescindível. No entanto, pense no trabalho que isso pode dar. A empresa desenvolvedora terá de implementar novamente parte das features no app ou precisará fazer com que elas comportem as atualizações dos sistemas operacionais que podem modificar a forma com que o software funciona.

Agora imagine o quão mais fácil é trocar um tema de blog ou modificar conteúdo em uma página da web. Uma vez que os mobile apps são feitos como uma página da internet, eles podem ser atualizados com essa mesma facilidade. Escolher entre os tipos de aplicativos é muito mais fácil com a ajuda de uma desenvolvedora de apps. Ela lhe ajudará a entender as peculiaridades do seu projeto e a definir a melhor abordagem para que ele tenha os resultados necessários.

Construir um aplicativo do zero, quase sempre, é a melhor opção. Mas se esse será um aplicativo híbrido, nativo ou mobile é algo que deve-se definir no escopo do app. Ali serão traçadas as diretrizes de como o app funcionará, suas particularidades e diferenciais.

Quer ter certeza sobre qual opção escolher entre aplicativos nativos, mobile e híbridos? Entre em contato com a Fit Mobile agora mesmo e conte com a ajuda de um de nossos especialistas.

Avaliação
  • Artigo
5
Resumo do Artigo
Aplicativos nativos, mobile e híbridos: qual o melhor para o seu negócio?
Título do Artigo
Aplicativos nativos, mobile e híbridos: qual o melhor para o seu negócio?
Descrição
Aplicativos nativos são aqueles apps programados utilizando uma linguagem específica. Essa linguagem pode ser o Objective C, no iOS, ou o Java no Android. Esses apps oferecem uma performance elevada e têm como maior diferencial a capacidade de utilizar funções nativas do telefone, como a câmera dele ou os contatos salvos em sua agenda.
Autor
Empresa
Fit Mobile
Logo Empresa