Há uma infinidade de aplicativos e a tendência é que eles continuem sendo desenvolvidos, oferecendo novos recursos, atendendo novas necessidades, cada vez mais acessíveis e mais baratos. Mas nem todo mundo sabe como criar um aplicativo.

Muitos acreditam que criar um aplicativo é algo muito simples. Outros acreditam que é uma coisa muito difícil. Na verdade, para desenvolver um aplicativo não basta ter somente uma ideia genial.

Veja abaixo o passo a passo de como criar um aplicativo!

Tenha conhecimento técnico

Para desenvolver corretamente um aplicativo é preciso entender do assunto. Existe a necessidade de um conhecimento técnico para essa criação da mesma forma que é necessário ter conhecimentos para construir uma casa ou consertar um computador.

Somente com o devido conhecimento técnico será possível desenvolver, testar em ambientes diferentes, entregar o produto funcionando perfeitamente.

Por isso, é fundamental ter um designer/programador profissional trabalhando para você.

Foco na experiência do usuário

É importante que o aplicativo transforme a experiência do usuário em algo marcante e inesquecível. Por exemplo, aplicativos que demoram demais a carregar geralmente frustram os usuários.

Nesse sentido, a experiência de criar um aplicativo deve considerar as emoções, levando em conta o envolvimento que o consumidor terá com ele, o nível de satisfação proporcionado.

Essa humanização no ato de criar vai ajudar a conquistar e a fidelizar clientes. Esses clientes, por sua vez, divulgarão o aplicativo, o que contribuirá para que você aumente sua geração de leads.

Saiba como criar um aplicativo em 5 etapas

Primeiramente, vamos mostrar como criar um aplicativo em 5 etapas básicas. Depois, vamos desenvolver melhor o passo a passo.

O planejamento

Mesmo considerando que a ideia seja muito boa, o planejamento é fundamental. O planejamento deve começar na prototipação (criação de protótipo) até o lançamento e, mesmo depois, na fase pós-lançamento.

O design

O design representa uma grande diferença para o desenvolvimento do aplicativo. Na verdade, quanto mais simples for a interface, melhor será a experiência do usuário, que não sentirá muitas dificuldades em utilizar o programa.

As funcionalidades devem ser bem claras, bem como as instruções precisam ser intuitivas.

O design representa muito, pois diferentes aplicativos de sucesso possuem poucos recursos, mas designs muito bem elaborados.

O desenvolvimento

Para o desenvolvimento do produto, convém usar a tecnologia mais adequada. Quando se escolhe a tecnologia certa, o tempo gasto se reduz e, consequentemente, também se reduzem os custos de desenvolvimento e o preço final do aplicativo, o que é vantajoso para o cliente.

O teste

Submeta seu aplicativo para pessoas mais próximas de você antes de disponibilizá-lo para uma quantidade maior de usuários.

Essas pessoas poderão opinar e ajudarão a identificar pontos de melhorias e de correção. Essa estratégia contribui, portanto, para diminuir os retrabalhos, que só servem para gastar mais recursos e dispender mais tempo.

A publicação

Finalmente, você já pode oferecer o aplicativo para os consumidores, sempre levando em conta as necessidades dele e a eficiência do aplicativo em atendê-las.

Identifique os problemas

Caso você ainda não tenha uma boa ideia, parta do princípio de que sua solução deve servir para resolver certos problemas. Quais problemas seriam esses?

Um dos grandes diferenciais de um grande empreendedor é a sua capacidade para resolver problemas e dirimir dificuldades. Uma boa solução agrada a todos.

Pesquise pelos diferentes problemas que envolvem seu trabalho e o de outros empreendedores, faça uma lista de todos eles e comece a pensar em possíveis soluções. Edson jamais teria inventado a lâmpada elétrica se não tivesse percebido as necessidades que a sociedade tinha de uma iluminação mais adequada.

Existe um provérbio que diz que a necessidade é a mãe da invenção. Experimente soluções que satisfaçam essas necessidades. Vá eliminado as menos eficazes até que só reste um aplicativo (ou até mais) que efetivamente sejam soluções adequadas.

Identifique o público-alvo

Como criar um aplicativo se você não tiver definido o seu público-alvo? Os aplicativos são desenvolvidos visando alguma coisa, atender uma finalidade, uma necessidade de um determinado público.

É preciso identificar o público que realmente precisa de determinadas soluções, aquele que apresenta as necessidades para as quais seu aplicativo se destina.

Por meio do Keyword Planner, ferramenta do Google, será mais fácil definir o grupo de consumidores que buscam pela solução que seu aplicativo oferece.

Outra coisa que você poderá fazer é criar uma página que destaque sua solução a fim de atrair o interesse de determinadas pessoas. Proponha um teste gratuito. Também pode oferecer um cadastro para os interessados.

Divulgue sempre mostrando em que área o aplicativo realmente fará a diferença.

Identifique as características do aplicativo

É preciso, para a divulgação eficiente, detalhar os principais recursos do aplicativo, seja em um documento, seja em um protótipo criado a partir de wireframe (desenho básico).

O desenho do projeto deve conter o fluxo de como o usuário vai acessar o aplicativo, os menus disponíveis e os recursos oferecidos, mesmo que não sejam todos desenvolvidos na primeira versão.

Mantenha somente os recursos essenciais. Poderá implementar os outros, na medida em que for lançando versões posteriores, através de atualizações. Um produto inicial sobrecarregado de recursos acaba tornando os custos mais altos e o uso mais difícil.

Crie contas de desenvolvedores

Para maior profissionalismo, vale a pena registrar conta de desenvolvedor nas empresas em que desenvolve o produto, tendo a oportunidade de comercializar o aplicativo nessa plataforma.

É possível abrir contas na Play Store ou na AppStore, por exemplo, registrando-se como pessoa física ou jurídica.

Monitore o desempenho do produto

Com as ferramentas certas, você poderá acompanhar a quantidade de downloads, o nível de interesse dos usuários, a taxa de retenção que o aplicativo proporciona.

Entre essas ferramentas de análise, você pode usar o Flurry (gratuito) e o Localytics (pago e gratuito). O primeiro mede a utilização do aplicativo, os problemas que podem acontecer, o desempenho geral e a qualidade da experiência do consumidor com seu produto.

Analise os feedbacks

Os feedbacks vão servir para dar uma ideia geral de como o consumidor está reagindo à sua criação. Dessa forma, você poderá desenvolver melhorias, aumentando o valor agregado do aplicativo.

As mudanças e melhorias não podem parar. Caso detecte erros no produto ou identifique soluções fáceis de implementar, improvise-as para otimizar a qualificação do produto nas plataformas de vendas.

Essas iniciativas contribuirão para que o aplicativo alcance uma melhor posição, especialmente entre os outros aplicativos do mesmo segmento.

Agora que já sabe como criar um aplicativo, aproveite para deixar seu comentário, dizendo o que achou do post!

Avaliações
  • Artigo
5
Resumo do Artigo
Como criar um aplicativo? Conheça os processos necessários
Título do Artigo
Como criar um aplicativo? Conheça os processos necessários
Descrição
Muitos acreditam que desenvolver um aplicativo é algo muito simples. Não basta ter somente uma ideia genial. Saiba como criar um aplicativo neste artigo.
Autor
Empresa
FIT Mobile
Logo Empresa