Neste post, explicaremos como funciona uma empresa desenvolvedora de aplicativos. Atualmente, os aplicativos tornaram-se muito comuns e fazem parte do dia a dia das pessoas. Alguns não cumprem o que prometem, já outros são eficazes. A verdade é que a indústria de aplicativos é lucrativa e ótima para divulgar uma marca ou um nome, visto que existem aplicativos completamente gratuitos.

Você verá como esse segmento vem crescendo no mercado, como é seu relacionamento com os clientes e se vale ou não a pena investir nessa ideia.

Os profissionais são muito especializados

Para desenvolver um aplicativo, é necessário trabalhar com uma equipe de profissionais especializada. Não são apenas os conceitos técnicos que importam, como também a cultura organizacional da empresa, que é destinada especialmente à integração entre os colaboradores e à satisfação dos clientes.

Os profissionais também utilizam diferentes ferramentas tecnológicas, pois elas são fundamentais para os projetos de aplicativos. Estes são usados especialmente em dispositivos móveis, embora existam versões para sistemas operacionais como Windows e Mac.

Os processos de uma empresa desenvolvedora de aplicativos

A empresa desenvolvedora de aplicativos costuma se valer de uma plataforma especial para desenvolver seus produtos. Trata-se da MEAP, ou seja, Mobile Enterprise Application Platform, que funciona como intermediadora entre a interface mais importante e os sistemas relacionados a um projeto.

Além disso, ela é a mais recomendada para os desenvolvedores que almejam rapidez na criação de seus produtos. Eles obtêm alta compatibilidade, porque a plataforma suporta diferentes linguagens e ecossistemas. A MEAP também contribui na redução de custos.

Com a ajuda da MEAP, é possível criar aplicativos personalizados, que auxiliem na administração da força de trabalho em setores diversos, como os de marketing e de vendas, e na simplificação do fluxo de atividades. Outros benefícios envolvem economia de tempo e mais segurança contra invasão e perda de dados.

Uma boa plataforma também permite aprimorar os investimentos, pois ela se conecta aos dados em sistemas de back-end, transformando e ajustando informações de maneira que sejam executáveis em diferentes dispositivos. Vale ressaltar que o dia a dia da equipe de profissionais costuma ser administrado por diferentes aplicações, e são aplicadas diversas estratégias para otimização dos trabalhos.

Um conceito muito usado nas empresas que desenvolvem aplicativos é o MVP (Minimum Viable Product ou Produto Mínimo Viável), que consiste no lançamento de aplicativos em versões mais condensadas, mas que atendam às necessidades para as quais foram desenvolvidos.

Dessa maneira, é possível maximizar os investimentos em relação aos esforços e ao desenvolvimento do projeto, minimizando as chances de grandes prejuízos se o aplicativo não for bem recebido pelo público. É possível também realizar ajustes antes de lançar o produto.

A relação com os clientes

Uma empresa desenvolvedora de aplicativos procura investir bastante na comunicação com os clientes, a fim de melhorar a relação com eles. Para alcançar esse objetivo, ela investe principalmente em Inbound Marketing para consolidar sua presença nas redes sociais e em outras mídias digitais, como sites e blogs.

A empresa também planeja a inclusão dos aplicativos criados nas lojas mais famosas, como Apple e Play Store, buscando alinhar sua divulgação às mais importantes ferramentas de marketing digital e mobile marketing. Logo, o universo móvel requer aproximação mais estreita perante os consumidores, pois o ambiente é muito dinâmico.

As empresas que desenvolvem aplicativos procuram manter com seus potenciais clientes — que são todas as pessoas que usam dispositivos mobile — um relacionamento sempre mais próximo, a fim de conhecer com mais profundidade cada segmento de consumidores.

Esse relacionamento é beneficiado pelas análises comportamentais, pela realização de estatísticas, pela utilização de aplicativos de geolocalização e de métricas/indicadores de desempenho, bem como pela efetivação de ações de trade marketing (estratégia que foca os canais de distribuição, sejam diretos ou indiretos).

Os profissionais que desenvolvem aplicativos

A empresa desenvolvedora de aplicativos conta com profissionais específicos, cada um com uma função, para garantir êxito no trabalho. Conheça alguns deles:

Designer

É o profissional responsável por projetar a interface do aplicativo, isto é, ele deve planejar formas de capturar a atenção do usuário, fazendo do ambiente mobile um meio de interação que efetivamente seja uma solução para o problema do cliente. Os fatores que servem para direcionar suas atividades são: usabilidade, estética e experiência. Observando esses pontos, o profissional terá mais garantias de que o produto agradará o público e se tornará popular.

Desenvolvedor

Efetua diferentes atividades no processo produtivo. O termo “desenvolvedor” é genérico, referindo-se a quem realiza, junto ao cliente, a linguagem, as funções, o banco de dados, os requisitos e todos os outros pontos associados ao produto. Esse profissional precisa compreender as necessidades da empresa-cliente e relacionar suas necessidades, registrando-as. Cabe a ele sugerir soluções que serão aplicadas no desenvolvimento do produto.

Após a compreensão plena do aplicativo que deve ser desenvolvido, o desenvolvedor coloca a “mão à massa”, transformando aquilo que ele planejou em um código-fonte, que se constitui na matriz do aplicativo. Esse código será responsável pelo funcionamento do projeto, fazendo a interligação de todas as etapas.

Gerente de projetos

Tem como função a parte administrativa, responsabilizando-se pelo acompanhamento do cronograma da montagem. Depois, deve gerenciar o orçamento que o investimento possivelmente tenha gerado. Além disso, ele estimula sua equipe a realizar tudo no prazo prescrito, controlando custos e respeitando o que foi idealizado pelo cliente.

Como existem diferentes modelos de empresas que desenvolvem aplicativos, também pode haver variações em relação aos profissionais. A escolha deles está relacionada ao melhor resultado no momento de entregar o aplicativo ao cliente.

As funções de um aplicativo

Existem dois tipos básicos de aplicativos: simples e complexos. Os simples de usar, mas funcionais, são preferidos pelo público. A diversidade de aplicativos que existem implica na necessidade de produzir produtos que tenham interface gráfica interativa e intuitiva e que, ao mesmo tempo, atendam às expectativas do usuário.

Os campos em que os aplicativos podem atuar são ilimitados, envolvendo saúde, negócios, entretenimento, misticismo, ciência, educação, relacionamento, segurança, imóveis, finanças, e assim por diante.

A escolha certa

Na hora de escolher uma empresa desenvolvedora de aplicativos, convém avaliar, primeiro, sua reputação no mercado. Portanto, confirme se ela é realmente idônea, entrega no prazo, trabalha com profissionais qualificados, cobra preços justos, faz trabalhos personalizados etc.

Como a tendência é o aumento na concorrência em relação a aplicativos, é melhor prevenir do que remediar e fazer uma pesquisa mais detalhada antes de contratar os serviços de uma empresa. Uma boa empresa desenvolvedora de aplicativos preocupa-se, acima de tudo, com a entrega de um produto de boa qualidade ao cliente.

E você? Está precisando de um bom aplicativo para sua empresa? Contate agora mesmo a Fit Mobile e conheça seus serviços!

Avaliações
  • Artigo
5
Resumo do Artigo
Saiba como funciona empresa desenvolvedora de aplicativos
Título do Artigo
Saiba como funciona empresa desenvolvedora de aplicativos
Descrição
Neste post, explicaremos como funciona uma empresa desenvolvedora de aplicativos. Atualmente, os aplicativos tornaram-se muito comuns e fazem parte do dia a dia das pessoas. Alguns não cumprem o que prometem, já outros são eficazes.
Autor
Empresa
Fit Mobile
Logo Empresa