Você já ouviu falar em fábrica de aplicativos? O conceito não é novo e no artigo de hoje você vai entender exatamente o que ele significa. Vai aprender a diferenciar uma fábrica de aplicativos de uma desenvolvedora de apps e descobrirá qual é a melhor opção para o seu projeto.

Além disso, verá como uma fábrica de aplicativos funciona de verdade e entenderá a diferença disso para o processo de criação de uma desenvolvedora de apps. Pronto para mergulhar nesse universo? Então comece já a leitura!

O que é uma fábrica de aplicativos?

Aplicativos são recursos incríveis, que podem ajudar a sua empresa a se conectar com seus clientes de uma maneira mais moderna e eficiente e podem reduzir a fricção nos seus fluxos de trabalho, tornando tudo mais otimizado. Mas isso só acontece quando eles são feitos da maneira certa e pelos profissionais mais competentes. Por que estamos falando disso?

Porque este artigo é sobre fábricas de aplicativos. As fábricas de aplicativos são ferramentas que permitem que você crie o seu próprio app, em algumas horas, utilizando-se de uma interface intuitiva e muitas vezes familiar. Por um lado, elas se parecem com uma ótima ideia, afinal, simplificam o seu trabalho e permitem que uma pessoa que não entende nada de código possa criar o seu próprio app em alguns instantes.

Mas por outro lado, elas criam uma série de problemas. É que fábricas de aplicativos são recursos simples demais e isso pode se converter em um desafio no longo prazo. Não dá para criar ali soluções customizadas de verdade às necessidades da sua empresa, sendo possível apenas adaptar alternativas já existentes para o seu contexto de uso.

Isso pode ser um problema enorme por si só. Mas não é o único. As fábricas de aplicativos também não contam com suporte para o seu app, o que no longo prazo não vai lhe ajudar a comercializá-lo da melhor forma.

Embora o usuário possa escolher, numa fábrica de aplicativos, como o seu app se comporta, sua aparência e conteúdo ele tem pouco domínio sobre o que realmente acontece no back end do software em questão. A mera personalização de layout, ícones, cores, cabeçalho e imagens de fundo pode ser tentadora, mas não é bastante para que a maioria dos negócios tenha uma presença mobile.

Fábricas de aplicativo são muito mais baratas do que contratar um desenvolvedor, isso é verdade. Mas ainda que esses serviços possam ser utilizados gratuitamente, com funções mais limitadas, é difícil dizer que esse tipo de tecnologia compensa no longo prazo, mesmo financeiramente.

Suas funcionalidades são padrão, portanto limitadas e suas tecnologias de suporte e publicação deixam a desejar quando comparadas com uma desenvolvedora de aplicativos de verdade. No fim das contas, é um barato que sai caro, pois apesar de você pagar apenas uma taxa única não tem nenhum tipo de auxílio durante a criação, desenvolvimento e publicação de seu app. Com isso, suas chances de sucesso são limitadas.

Como funciona a fábrica de aplicativos?

Uma fábrica de aplicativos funciona de maneira muito simples e intuitiva, como já levantamos no tópico anterior. Basta ao cliente escolher o serviço que mais lhe agrada, fazer o login na plataforma e começar a criar o seu aplicativo em alguns instantes, personalizando o seu conteúdo e layout de acordo com as suas necessidades.

Na maioria dos casos, as fábricas de aplicativos disponibilizam templates por categoria, ou seja, classificam seus tipos de app conforme o uso. Ali você pode encontrar ferramentas para criar software mobile para pessoas públicas, notícias e blogs, empresas e organizações etc.

Depois de escolher um determinado layout, a fábrica de aplicativos criará o seu app e o direcionará para um dashboard específico em que poderão ser editadas as funcionalidades dele. Textos, imagens e cores podem ser alterados de forma simples e editores “arrasta e solta” são utilizados para agregar funcionalidades ao aplicativo.

Todo o processo demora cerca de alguns minutos ou horas, dependendo do quão familiarizado com a tecnologia você está. E publicar o seu aplicativo é tão simples quanto criá-lo, bastando clicar em um botão e seguir uma URL que o levará para a versão web dele.

Quais as vantagens e desvantagens da fábrica de aplicativos?

Há vantagens e desvantagens em se optar por criar o seu app numa fábrica de aplicativos. Entre as principais vantagens, por exemplo, podemos citar a facilidade com que seu app pode sair do papel, deixando de ser uma ideia e se tornando realidade em poucas horas ou mesmo em minutos.

Outro benefício é não precisar da ajuda de ninguém para construir o seu primeiro aplicativo, realizando-o do início ao fim apenas com auxílio de uma plataforma intuitiva e simples. O custo/benefício também pode ser um atrativo, especialmente para pequenos negócios, que não têm o capital para investir em um app, mas gostariam de se beneficiar de todas as vantagens de ter um.

Todavia, há muitas desvantagens em se optar por fabricar um aplicativos assim. E é sobre elas que falaremos nos tópicos abaixo.

Nada além do básico

Se você estiver procurando desenvolver uma ferramenta para os seus clientes que seja extremamente rudimentar e básica, uma fábrica de aplicativos pode lhe ajudar. Afinal, todos os seus apps são exatamente o mesmo conjunto de funcionalidades, distribuídos em layouts diferentes para agradar públicos distintos.

Entretanto, se você quiser criar uma aplicação que tem altas taxas de engajamento, é muito utilizável e única a melhor ideia é contratar uma desenvolvedora de apps que tenha uma equipe criativa e dinâmica. Ela saberá construir um aplicativo com funcionalidades exclusivas para o seu negócio e que destaquem o que você faz de melhor. Sua marca e seus clientes agradecerão.

ROI baixo

Muita gente argumenta que, ao não contratar um profissional para fazer o seu layout e desenvolvimento de aplicativo, uma empresa está saindo na frente em termos de economia e melhorando o ROI do seu projeto. Essas pessoas não poderiam estar mais equivocadas. Retorno sobre investimento, ou ROI, é uma métrica que diz respeito ao quão bem um determinado investimento se dá frente ao mercado, portanto, não adianta não investir absolutamente nada e obter um retorno próximo de zero.

Sem um aplicativo que seja altamente utilizável e que conquiste os seus usuários, o seu retorno sobre investimento será muito baixo mesmo que para fazer seu app você não tenha gastado um centavo sequer. Já na outra opção, que é contratar uma desenvolvedora de apps habilidosa, os retornos podem ser muito maiores visto que o produto desenvolvido é melhor e tem muito mais chances de se sair bem no mercado.

Funcionalidades limitadas

Contratar uma desenvolvedora de aplicativos vai garantir que o seu app tem todas as funcionalidades que você imaginou, não apenas aquelas que estão disponíveis em uma ferramenta específica. Ou seja, em vez de ficar preso a listas, tabelas e mapas como a maioria das fábricas de apps disponibiliza em suas plataformas, você poderá criar funcionalidades únicas que servem apenas ao seu negócio, como, por exemplo, programas de fidelidade ou lojas virtuais.

Essas funções, virtualmente impossíveis em fábricas de aplicativos, são o que realmente traz retornos em um aplicativo e os torna atraente para consumidores.

Ausência de suporte

Quando você opta por criar um produto com uma fábrica de aplicativos, está escolhendo trabalhar sem suporte algum. Afinal, essas ferramentas não tem como dar conta da demanda por alterações e mudanças que pode vir de seus clientes e, no geral, optam por não oferecer nenhum tipo de assistência ao consumidor no caso de erros. Trata-se de um barato que pode sair muito caro.

Quais as diferenças entre fábrica de aplicativos e desenvolvedora de apps?

Enquanto uma fábrica de aplicativos é uma plataforma online, em que qualquer pessoa pode construir o seu app da maneira como bem entender (dentro de um set específico de características limitado pelo dono da plataforma), uma desenvolvedora de apps é tudo menos isso. Trata-se, no caso, de uma empresa dedicada a construção de aplicativos do zero, que faz de tudo pelos seus clientes a fim de dar vida para as suas ideias.

Desenvolvedoras de aplicativos são agências cujas responsabilidades primárias incluem a criação, os testes e a programação para computadores, dispositivos mobile e outros tipos de eletrônicos, como wearables (lembre de smartwatches e óculos inteligentes, por exemplo).

Esses times de desenvolvimento pensam ideias e conceitos para seus clientes em específico e fazem o possível para tornar essas tecnologias viáveis, empregando os conhecimentos que detém.

Desenvolvedores entendem de programação e sabem como usá-la para fazer o máximo possível com um telefone ou dispositivo móvel e, em suas empresas, geralmente trabalham lado a lado com designers gráficos e outros profissionais da área para construir os protótipos mais atraentes para os seus clientes.

É também sua responsabilidade testar e aprovar um aplicativo antes mesmo que ele seja lançado, e dar suporte para ele uma vez que já esteja publicado em uma app store. Isso significa que no evento de bugs e problemas com o software, são as empresas desenvolvedoras de apps que darão suporte e resolverão essas pendências, oferecendo aos seus clientes um serviço de manutenção.

Se na fábrica de aplicativos basta escolher o que você quer que integre o seu app de uma lista e configurar um template para funcionar com o conteúdo do seu agrado, ao trabalhar com uma desenvolvedora de apps o processo é bastante diferente. Desde a concepção até a publicação de um aplicativo, essas empresas estarão envolvidas para garantir que os projetos de seus clientes serão um sucesso, portanto o orientarão em todas as etapas.

Digamos que você tenha uma ideia de aplicativo para o seu negócio e ele seja muito simples. Trata-se de um feed do seu blog, que poderia muito bem ser feito por uma fábrica de aplicativos ou por uma desenvolvedora de aplicativos, aproveitando-se das vantagens de cada modelo. Por um lado, você economizaria muito dinheiro fazendo-o com a fábrica de aplicativos, não precisando contratar nenhum profissional específico para tirar o seu projeto do papel.

Mas por outro, problemas surgiriam. Ainda que seu aplicativo seja apenas um feed do seu blog, ele deve ter uma usabilidade aprimorada para os seus consumidores, que têm necessidades específicas e diferentes da de todos os outros consumidores que ajudaram a construir o template utilizado pela fábrica de aplicativos. Pode ser uma particularidade do seu público, por exemplo, ler os textos por categoria e não em ordem cronológica.

Quem poderia perceber esse tipo de questão antes do lançamento de um app? Uma desenvolvedora de aplicativos. Seu trabalho é calçado em dados e informações do mundo real, ou seja, pesquisas e análises de quem realmente utiliza o seu aplicativo.

Antes de fazê-lo, ainda que trate-se de um projeto tão simples quanto esse, uma empresa desenvolvedora de aplicativos envolveria-se em uma pesquisa de como são os hábitos de quem visualiza o seu site. Em que tipo de horário essas pessoas navegam e como preferem navegar. Se elas gostariam de salvar seus textos para visualizar posteriormente, quando estiverem offline, ou apenas fazem acesso a eles enquanto estão conectados à internet.

Vê o tanto que essas informações podem mudar a configuração de um aplicativo aparentemente básico? Pois é. Uma desenvolvedora de aplicativos sabe o quanto cada uma dessas coisas pode fazer diferença no sucesso do seu projeto e entende o que precisa ser modificado para obter os melhores retornos de seus consumidores.

Você quer que o seu app seja utilizado por tantas pessoas quanto for possível e que ele seja amplamente adotado pelos seus clientes, não é mesmo? Para isso ele precisará ter uma boa interface. E enquanto uma fábrica de apps o provê com uma série de opções de interfaces personalizáveis, isso pode não ser o suficiente para atender às demandas dos seus consumidores.

Uma desenvolvedora de apps vai considerar, por exemplo, o fato de que uma porcentagem dos seus clientes gostaria de comentar em seus artigos, e não apenas fazer a leitura deles. Por isso ela incluiria a opção de fazer login direto na plataforma e incentivaria o engajamento com os seus blog posts. A fábrica de aplicativos, por outro lado, não teria essa funcionalidade a sua disposição e perderia uma oportunidade perfeita de construir um relacionamento de longo prazo com o seu leitor.

Se desconsiderarmos tudo isso e formos direto ao ponto, dizendo apenas que você quer o melhor custo-benefício e não se importa tanto assim com as possibilidades que o seu app tem a oferecer para os consumidores, ainda temos de postular o seguinte: o que aconteceria numa fábrica de aplicativos quando o seu app começasse a apresentar sinais de problemas?

Sabemos que toda peça de software, mais cedo ou mais tarde, demonstrará algum tipo de erro. É natural que isso aconteça conforme atualizações são implementadas em seu sistema operacional e mudanças são feitas nas fontes de dados que alimentam o app com conteúdo.

Mas uma fábrica de aplicativo não oferece suporte personalizado às suas demandas. Ou seja, a qualquer momento, se o seu app vier a apresentar algum tipo de problema, ele terá de ser reconstruído do zero para se adequar as atualizações do sistema operacional em que está embarcado. Por outro lado, uma empresa desenvolvedora de apps será capaz de ir direto no problema e encontrar uma solução pra ele em pouco tempo, publicando uma atualização satisfatória para você e para os seus usuários.

É bastante diferentes trabalhar com uma fábrica e com uma desenvolvedora de apps. E você precisa estar ciente disso antes de tomar a sua decisão.

Afinal, qual é melhor para meu projeto?

Decidir o que é melhor para o seu projeto, se é trabalhar com uma fábrica de aplicativos ou uma desenvolvedora de apps pode ser uma tarefa mais complexa do que parece. Afinal, quando estamos pensando no lançamento de um aplicativo são muitas as variáveis a serem consideradas e uma delas tem um papel especialmente importante nessa equação: o preço.

Quando falamos no custo do desenvolvimento de um aplicativo com um cliente, muitas vezes suas sobrancelhas são levantadas imediatamente. Afinal, ele não imaginava que fosse tão caro ou complexo fazer um trabalho assim. Mas a verdade é que a quantidade de horas colocada em um projeto dessa natureza costuma valer a pena para as empresas que decidem optar pelo caminho de uma desenvolvedora de apps.

Por mais que os aplicativos criados nas fábricas de aplicativo sejam funcionais, eles estão longe de serem belos. E ainda que estética não seja o seu critério favorito para fazer esse tipo de escolha, é algo importante para os seus clientes. Utilizar um app pouco atraente raramente empolga qualquer um de nós e pode afastar até o mais fiel dos seus consumidores.

Ainda falando em funcionalidade, já vimos nos tópicos anteriores que, no caso das fábricas de aplicativo os resultados nesse aspecto são relativamente limitados. Você pode ter um aplicativo que faz uma série de tarefas idênticas aos aplicativos de todos os seus concorrentes ou pode ter uma solução única, que resolve de fato os problemas dos seus clientes. Adivinha qual deles é proporcionado pela fábrica de apps?

Não fosse isso tudo o bastante para tomar a decisão, ainda há uma questão fundamental. Todos os aplicativos criados por fábrica de aplicativos são web apps, não aplicativos nativos. Você se lembra da diferença entre esses tipos de apps? Se não, podemos lhe ajudar.

Os web apps não são aplicativos como os tradicionais, que você está acostumado a usar. Eles funcionam mais como páginas na web que têm um atalho fixo em seu celular. E por isso tem uma série de limitações quando comparados com os aplicativos nativos.

Esses, por sua vez, podem acessar todas as funções de um sistema operacional e se beneficiar de tudo que um celular tem a entregar. Celular, câmera, microfone e bússola são facilmente integráveis a um aplicativo nativo e impossíveis de se conectar a um web app, devido a limitações de sua própria arquitetura.

Um web app não é uma má ideia para uma série de projetos, mas nem sempre é a solução mais adequada. Mas se você precisa ter acesso a funcionalidades completas e principalmente precisa que o seu aplicativo fique disponível offline, ele passa a ser uma péssima ideia.

Para a maioria dos projetos, ainda que de web apps, a ideia de contar com uma desenvolvedora de aplicativos é muito melhor do que simplesmente confiar em uma plataforma online em que qualquer um pode fazer o seu app. O suporte, confiança e estabilidade que você conseguirá com essa solução são muito maiores e não dá sequer para comparar os resultados dos aplicativos feitos por desenvolvedoras e aqueles criados automaticamente por plataformas.

Um aplicativo é um projeto muito sério e importante para a sua empresa, que pode gerar novos negócios, fomentar a fidelidade de clientes existentes e simplificar bastante a vida do empreendedor. Entretanto, ele precisa ser feito por gente competente e pronta para lidar com os desafios que aparecerão na jornada de sua criação. Uma desenvolvedora de apps é a escolha certa se você quiser desempenho, qualidade e técnica na criação do seu aplicativo móvel.

Construir um bom aplicativo será muito mais fácil se você puder confiar numa desenvolvedora de apps parceira para fazer isso. Afinal, é um processo que envolve criatividade, experiência e talento. Se o seu objetivo final é criar um app que será popular e ao mesmo tempo útil, considere trabalhar com um profissional e não com uma fábrica de aplicativo.

A diferença nos resultados obtidos é enorme e o que a sua empresa perceberá é que trata-se de um investimento que vale bastante a pena. Poupar na fase de projeto e optar por uma plataforma de desenvolvimento que apenas customiza layouts e cria versões pasteurizadas de um mesmo app para todos os seus clientes é um barato que pode sair muito caro e prejudicar ambos a reputação e o desempenho do seu negócio online.

Viu que contar com auxílio de uma fábrica de aplicativos pode nem sempre ser uma boa ideia? Por isso você quer a ajuda de uma desenvolvedora completa, como a Fit Mobile. Entre em contato conosco agora mesmo e descubra o que podemos fazer pelo seu projeto.

Avaliações
  • Artigo
5
Resumo do Artigo
Fábrica de Aplicativos: você conhece os riscos?
Título do Artigo
Fábrica de Aplicativos: você conhece os riscos?
Descrição
Você já ouviu falar em fábrica de aplicativos? O conceito não é novo e no artigo de hoje você vai entender exatamente o que ele significa. Vai aprender a diferenciar uma fábrica de aplicativos de uma desenvolvedora de apps e descobrirá qual é a melhor opção para o seu projeto.
Autor
Empresa
Fit Mobile
Logo Empresa