Mesmo que o marketing também esteja vivendo uma época de transformações, angariando benefícios múltiplos com estratégias em plataformas digitais, o marketing pessoal ainda é o elemento diferencial para a sua autopromoção.

Repare ao seu redor e, com certeza, você vai observar colegas de profissão com um aparentemente inexplicável poder de serem notados. Consequentemente, são ouvidos e divulgam bem as suas qualidades no ambiente de trabalho, dando um salto em suas carreiras.

Quer entender o segredo dessas pessoas e como você também pode passar a usar o marketing pessoal e as suas ideias inovadoras para construir melhores resultados empresarias e a sua promoção profissional? Acompanhe-nos com a leitura deste artigo!

O marketing pessoal ajuda no seu desenvolvimento

Desenvolvimento, diga-se de passagem, pessoal e profissional. Afinal de contas, da mesma maneira que o marketing é aplicado estrategicamente para promover as qualidades de um produto ou serviço, você também pode se aproveitar disso para divulgar suas qualidades.

Mas, afinal de contas, o que seria o marketing pessoal e por que usá-lo?

Em resumo: a arte de se vender. Trata-se do planejamento coerente para agregar mais valor à sua imagem e à maneira com a qual as pessoas enxergam você.

E isso pode ser usado em, praticamente, todas as atividades: desde gerar empatia com pessoas próximas, no trabalho, à atenção que você deve exigir em uma apresentação, palestra ou entrevista de emprego. Auxiliar na conquista de objetivos, portanto.

O marketing concentra benefícios para vender suas ideias

Muitos profissionais podem encontrar obstáculos para aplicar uma ideia, como a necessidade de um investimento para a sua concretização. Com isso, torna-se necessária a conversa com quem pode fazer isso acontecer.

Funciona de maneira similar com os grandes oradores da história. O marketing pessoal é uma ferramenta que potencializa o seu poder de convencimento.

Só que, como dissemos, uma boa dose de planejamento é exigida para que você comece a vender as suas ideias, uma vez que o marketing pessoal caminha paralelamente à construção do argumento para atingir os seus objetivos.

Para ajudar nesse ponto, primeiro, vamos conhecer algumas dicas para trabalhar o seu marketing pessoal. Em seguida, avaliaremos algumas questões a serem refletidas antes de colocar sua ideia à prova.

O que desenvolver para elaborar o seu marketing pessoal

Entenda quais habilidades, competências e técnicas você deve desenvolver para elaborar uma imagem transparente e confiável ao promover o seu marketing pessoal:

Liderança

É a postura de se colocar à frente de decisões, mudanças e projetos, tendo os diferenciais que formam um líder para unir as equipes responsáveis por esses trabalhos.

Confiança

Você já deve ter ouvido falar que uma ideia vendida com pouco entusiasmo ou confiança terá, igualmente, poucas chances de ser abraçada pelos seus interlocutores.

Por isso, confiar naquilo que você pretende sugerir é determinante para que os outros também confiem e embarquem nessa jornada com você.

Credibilidade

O marketing pessoal se constrói por aquilo que você é e de acordo com a percepção que as pessoas já têm de você. E a credibilidade é significativa para uma visão positiva.

Quanto mais as pessoas souberem que você cumpre o prometido, maior será a sua credibilidade. O que ajuda a vender as suas ideias, por mais inovadoras que elas possam ser.

Valorização

Note no quanto empreendedores de sucesso são eficientes em valorizar as suas conquistas e principais feitos. Isso começa, logicamente, com a apresentação de bons resultados, mas se complementa pela maneira com a qual você divulga isso às pessoas.

Existe uma popular frase, que prega: “quem não é visto, não é lembrado”. No caso do marketing pessoal, isso é uma incontestável verdade. Afinal, se você não tem como destacar os diferenciais do seu trabalho para aumentar o lucro da empresa, por exemplo, como você pode convencê-los a confiar em sua ideia?

Positivismo

A palavra pode ser genérica, mas trata-se de uma qualidade que engloba muitas características, como:

  • otimismo;
  • bom-humor;
  • solicitude;
  • atenção;
  • generosidade.

É comum que as pessoas se aproximem de pessoas assim, em vez de rabugentos, negativos e individualistas, não é mesmo? Por isso, o marketing pessoal depende dessas características para funcionar.

Paciência

Como um complemento ao item anterior, com paciência, você desenvolve o seu marketing pessoal gradativamente, sem forçar algo às pessoas e sem parecer prepotente também.

Isso significa que você deve planejar a construção de seu marketing pessoal com base nos objetivos que deseja conquistar. E trabalhar para isso com um foco estabelecido, sem atropelar etapas e, tampouco, sem ser artificial.

Afinal de contas, da mesma maneira que repelimos marcas que fazem um marketing mentiroso de seus produtos ou serviços, o mesmo pode acontecer com as pessoas.

Como enriquecer o argumento e vender suas ideias

Uma coisa é ter uma ideia inovadora que promete gerar resultados para a empresa, por exemplo. Outra, é ter os meios aplicáveis para isso.

Por isso, é de grande relevância a compreensão do e tudo o que a sua ideia tem a oferecer. E, logicamente, isso esbarra nos desafios de sua concretização e na própria gestão de processos da empresa. Do contrário, você dificilmente soará como alguém com propostas reais.

Por isso, ao vender a sua ideia, leve-a ao papel e confira alguns pontos que podem ajudar no seu desenvolvimento e poder de convencimento:

Descubra quem pode auxiliar a vender a ideia (pois nem sempre você está em contato direto com essa pessoa);

  • crie um histórico de credibilidade para aumentar o poder do seu argumento;
  • avalie a inclusão do decisor e demais pessoas no desenvolvimento do projeto (ou seja: não concentre tudo em você);
  • pense em como a sua ideia pode ajudar em novas conquistas para a empresa e, indiretamente, na sua promoção;
  • blinde-se contra imprevistos e faça uma pesquisa detalhada para que a sua ideia seja confrontada, mas permaneça sólida;
  • use casos semelhantes que ajudem a trazer mais confiança à sua ideia;
  • monte o seu argumento da maneira que o decisor costuma se interessar em ouvir.

Repare que essas ideias refletem bastante nas características que apresentamos a respeito do marketing pessoal e, por isso, ambas devem caminhar paralelamente para que você alcance os seus objetivos.

E, para que você conquiste as suas metas com qualidade, compartilhe este post em suas redes sociais e aproveite para marcar as pessoas que pretendem melhorar o seu marketing pessoal e podem ser determinantes na elaboração dos seus projetos!

 

 

Avaliações
  • Artigo
5
Resumo do Artigo
Marketing pessoal e ideias inovadoras: como elas ajudam na promoção?
Título do Artigo
Marketing pessoal e ideias inovadoras: como elas ajudam na promoção?
Descrição
Quer entender o segredo dessas pessoas e como você também pode passar a usar o marketing pessoal e as suas ideias inovadoras para construir melhores resultados empresarias e a sua promoção profissional? Acompanhe-nos com a leitura deste artigo!
Autor
Empresa
FIT Mobile
Logo Empresa