Já se perguntou quanto custa um aplicativo para iOS ou Android? Provavelmente sim, se o seu desejo é construir seu próprio app. E como os preços variam entre empresas, decidimos esboçar o custo relativo de criar um aplicativo para que você saiba exatamente por onde começar.

O que eu preciso saber?

Quanto custa um aplicativo é uma das perguntas que mais ouvimos por aí de potenciais clientes. E não é difícil entender por que: o orçamento destinado à um projeto dessa natureza precisa estar bem definido antes que uma empresa possa se comprometer com ele.

Mas, responder essa pergunta não é tão simples quanto parece. Não há uma fórmula mágica sobre o custo de um app que você pode aplicar a todas as situações. Cada projeto é diferente e tem particularidades que fazem dele mais ou menos complexo. As orientações abaixo, entretanto, servem como ponto de partida para as suas considerações orçamentárias.

  • Os custos dos aplicativos são, em grande parte, baseados em recursos, complexidade e plataforma;

  • apps com servidores back-end sempre serão mais caros;

  • aplicativos simples, para uma só plataforma, menos;

  • os custos variam de acordo com quem o constrói;

  • seu orçamento deve incluir dinheiro reservado para atualizações e marketing.

Quantos profissionais estão envolvidos?

Para desenvolver um aplicativo você, normalmente, precisará de, pelo menos, 300 horas de programação e os gastos orbitam em torno dos R$20.000,00. Uma equipe básica envolve um gerente de projetos, desenvolvedor, designer de experiência do usuário e um engenheiro de qualidade.

Em projetos mais complexos, você pode considerar a adição de um analista de negócios, mais três desenvolvedores móveis, um especialista em backend e um administrador.

Contudo, a estimativa do custo de desenvolvimento de um app depende de mais coisas do que o tempo de desenvolvimento e das horas de trabalho que ele demanda. O preço final varia de acordo com uma série de fatores necessários para implementar bem uma ideia.

Quais são os elementos que encarecem um aplicativo?

Existem alguns elementos cuja integração é mais difícil e podem encarecer o custo total do seu aplicativo. Integrar APIs, fazer o design customizado de componentes ou criar um painel administrativo podem elevar seu orçamento em alguns dígitos.

Interfaces de usuário personalizadas são complexas de se implementar, de modo que aumentam o custo do seu layout com relação ao preço da construção a partir de componentes padrão.

Além desses custos, você deve considerar os gastos feitos após o desenvolvimento, como o marketing do aplicativo, seu suporte e atualizações, a manutenção do backend e a hospedagem de seus dados na nuvem.

Obviamente, quanto mais complexo um produto mais caro ele será de se desenvolver. Você deve notar também os fatores a seguir, adicionando a eles a complexidade técnica do seu projeto:

  • o número de dispositivos e sistemas operacionais para os quais seu app foi desenhado;

  • o número de animações e elementos de design personalizados.

Quanto custa um aplicativo para cada plataforma?

Mesmo aplicativos sem qualquer componente de servidor ou integração de API podem ser complexos. Isso realmente se resume ao conjunto de recursos específicos do aplicativo.

Os aplicativos Android custam mais caro para desenvolver, por exemplo, porque eles demoram duas ou três vezes mais que um aplicativo para iOS. Por isso a abordagem típica ainda é começar no iOS e depois passar para o Android.

Existem também linguagens hibridas, que permitem o desenvolvimento simultâneo para Android e iOS, e que possuem uma melhor relação custo benefício.

Qual é a categoria do meu app?

Você provavelmente já tem alguma ideia da categoria em que seu aplicativo se inclui, de acordo com seu assunto e conteúdo. Mas, mais importante do que isso é a arquitetura do aplicativo em si. O quadro básico sobre o qual ele irá operar.

Aplicações baseadas em tabelas, jogos, aplicações baseadas em bancos de dados, aplicativos baseados na web, utilitários personalizados e aplicativos que aprimoram ou modificam o firmware ou hardware do dispositivo (como por exemplo sua câmera) têm precificações diferentes.

Um aplicativo baseado em tabelas, por exemplo, fornece ao usuário uma série de opções. Clicando em um de seus botões, o usuário ganha acesso a uma nova lista e assim por diante. Esse é provavelmente o tipo mais simples de aplicativo que existe — e também o mais barato, se desconsiderarmos compatibilidade com mídias sociais ou integração com GPS.

Por outro lado, jogos são alguns dos aplicativos mais dispendiosos. Isso acontece porque eles são ricos em funcionalidade e desenvolver seu código é tecnicamente complexo. Por isso é difícil estimar o preço de um app dessa natureza sem ver todas as suas funcionalidades antes.

Os custos extras a se considerar, nesse caso, seriam tabelas de pontuação, comunidades online e a conexão do jogo ao Game Center do dispositivo em questão.

Já aplicativos baseados em banco de dados tem um custo mais elevado que os baseados em tabelas porque exigem um esforço maior para extrair dados, conteúdos, imagens e sons e colocá-los em uma estrutura. O desenvolvimento da lógica por trás disso pode ser extremamente complexo e deixar seu orçamento mais elevado.

Afinal, quanto custa um aplicativo?

Como você pode ver, cada caso é um caso, e quanto mais você souber a respeito do seu aplicativo para passar para a equipe de desenvolvedores, mais fácil será chegar a um valor justo para seu desenvolvimento. Custos totais são sempre difíceis de se estimar devido ao número de variáveis envolvidas, mas com as informações contidas aqui você já sabe o bastante para obter o orçamento mais preciso para seu app.

Lembre-se que o custo de um aplicativo para o mercado ultrapassa sempre seu orçamento inicial. Haverá um custo mínimo necessário para atualizações, manutenção e custos de servidor, como mencionamos no início deste artigo. E se você realmente quiser criar um aplicativo outras considerações precisam ser feitas, como marketing e publicidade.

Caso você já faça parte de uma empresa estabelecida, que vai contatar uma empresa de desenvolvimento de aplicativos, provavelmente já tem esses tipos de custos contabilizados. Mas, em se tratando de empreendedores individuais e startups, é necessário redobrar a atenção e incluir esses custos ao avaliar a linha de fundo necessária para colocar um aplicativo no mercado.

Agora que você já descobriu quanto custa um aplicativo que tal aprender mais um pouco sobre este universo? Siga a Fit Mobile nas redes sociais e descubra tudo que é preciso saber antes de criar seu próprio app. Nossos Facebook, Twitter, Instagram, Linkedin e Pinterest estão cheios de dicas para você!

Avaliações
  • Artigo
5
Resumo do Artigo
Quanto custa um aplicativo? Descubra o preço para criar um App!
Título do Artigo
Quanto custa um aplicativo? Descubra o preço para criar um App!
Descrição
Já se perguntou quanto custa um aplicativo para iOS ou Android? Como os preços variam entre empresas, decidimos esboçar o custo de criar um aplicativo.
Autor
Empresa
FIT Mobile
Logo Empresa